Ney Franco critica arbitragem e alega mão de Fagner em lance que originou pênalti do Corinthians

Segundo o treinador do Goiás, utilização do VAR tem sido problemática na Série A por falta de um critério claro da Fifa: "Nós brasileiros temos muita dificuldade para interpretação de texto"
Ney Franco saiu na bronca com a arbitragem após empate entre Goiás e Corinthians. O Verdão vencia até os últimos minutos do segundo tempo, quando o time paulista empatou com pênalti convertido por Gustavo. O treinador, porém, reclama que ouve um toque de mão de Fagner na origem da jogada,tenho que pensar bem nas palavras, para não falar nenhum absurdo mas, contra o Botafogo, fizemos um golaço com o Michael, que foi anulado por um toque de mão na origem da jogada.(veja o vídeo aqui)

Hoje, todo mundo viu o toque do Fagner. Estava na minha frente. Dali saiu o gol do Corinthians. O gol deveria ser anulado. O VAR deveria ter olhado o início, como olhou contra nós diante do Botafogo,na avaliação do comandante esmeraldino, as decisões de arbitragem baseadas em análises de lance com o VAR têm gerado polêmicas e equívocos porque falta um critério claro a ser estabelecido.(veja o vídeo aqui)

Meu posicionamento em relação ao VAR: nós brasileiros temos muita dificuldade para interpretação de texto. É uma regra que saiu originalmente em inglês, depois veio para o português e todo mundo tem muita dificuldade. Os erros são tantos que, em determinado momento, vai ter que ter uma reunião na Fifa, uma intervenção, algo assim. Falta determinar um critério - analisou o treinador,com o resultado, o Goiás chega a 37 pontos, mas permanece na nona posição do Brasileirão. O time volta a campo no domingo, quando visita a Chapecoense, às 19h, na Arena Condá, em Chapecó.

CENTER SUL MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO APARECIDA DE GOIÂNIA
Endereço: Rua J, 004 Qd 36- St. Mansões Paraíso, Aparecida de Goiânia - GO, 74952-060
Horário: Aberto 07:00 e fecha às 18:00
Telefone: (62) 3594-6101 (62) 3518-3500 (62) 3518-4136
Rede Social: Facebook / Instagram 

Fontes:G1

Nenhum comentário: