Ney Franco revela surpresa com venda de Kayke, artilheiro do Goiás: "Respinga no dia a dia"

Atacante Esmeraldino chegou a viajar com a equipe para São Paulo, mas foi vendido.
Ney Franco, técnico do Goiás, foi o entrevistado do Seleção SporTV desta quarta-feira. O Goiás, que enfrenta o São Paulo nesta quarta-feira, no Morumbi, às 21h30, não vai poder contar com o seu artilheiro Kayke, que foi vendido a um clube do Catar. O treinador revelou ter sido surpreendido,hoje a gente foi surpreendido com a saída do Kayke. Ele viajou com a gente, mas acabou de ser negociado, está indo para o Catar. É um dos grandes problemas do futebol brasileiro, a parte econômica dos clubes.

Acaba respingando no nosso dia a dia. No momento em que você se ajusta, você pode perder um ou dois jogadores. Mas não é só o Goiás – disse Ney Franco,o treinador também projetou o duelo contra o São Paulo,a gente encara uma equipe que tem um dos melhores elencos do Brasil, principalmente com a chegada do Daniel Alves. Tem um treinador extremamente competente e conhecedor do campeonato,a gente vem com a expectativa de surpreender, tentar jogar,esse vai ser meu sétimo jogo no Brasileiro, acho que enfim estou chegando em um momento de ajuste da equipe – completou.

A primeira pergunta da entrevista veio de Paulo Nunes, que não compactua com a ideia de que pontas precisam voltar o tempo todo para marcar os laterais,o que joga o Michael no Goiás é um absurdo. A força que ele tem para atacar e entrar por dentro. Tem uma visão muito interessante. Ele tem muito drible. É uma tecla que eu sempre bato. Você tem um jogador com essa qualidade, não é mais interessante preservar ele mais? – questionou Paulo Nunes,um jogador igual ao Michael tem esse perfil, conseguem acompanhar o lateral. 

Mas se tiver, no elenco, jogadores que possam revezar com esses atletas... quem está fazendo isso é o Flamengo. Em alguns momentos você precisa desses jogadores de beirada. Quando você joga com uma equipe que tenha dois laterais que apoiam bem, você tem que fechar o corredor. Tem jogador que consegue jogar a partida toda em um ritmo alto. Mas realmente é o setor que mais se desgasta hoje em dia. É um jogo de estratégia. Concordo em alguns momentos com o Paulo, mas a gente vê no futebol mundial jogadores que se sobressaem nessa posição. O Michael para mim é uma grata surpresa – respondeu Ney Franco.

Fontes:G1

Nenhum comentário: