Juíza arquiva processo contra Felipe Araújo em caso que ele foi flagrado dormindo dentro de carro em avenida de Goiânia

Na época, cantor foi levado para delegacia e disse que passou mal quando ia comprar pamonha. Artista dirigia veículo mesmo sem possuir CNH.
A juíza Raquel Rocha Lemos arquivou o processo contra o cantor Felipe Araújo, no qual ele era investigado por ter sido flagrado dormindo dentro de um carro parado no meio de uma avenida no Jardim Goiás, em Goiânia. O artista, que conduzia uma BMW mesmo sem possuir CNH, alegou à Polícia Civil que passou mal quando ia comprar pamonha,em um despacho curto, a magistrada acolheu tese do Ministério Público e evocou o inciso II do artigo 395, do Código Penal, o qual prevê rejeição da denúncia quando "faltar pressuposto processual ou condição para o exercício da ação penal".O Ministério Público por email, às 14h02 desta segunda-feira (26).

Para saber o motivo do pedido de arquivamento e aguarda retorno,a advogada Darlene Liberato,que representou Felipe no processo, disse, em nota, que, mesmo sem habilitação para dirigir, o cantor não representou perigo às outras pessoas. Ela admitiu que ele dormiu."O mesmo não gerou perigo concreto ou dano para ninguém, vez que o veículo estava parado, com o cantor dormindo", escreveu em um comunicado,o caso aconteceu no último dia 11 de julho. Segundo agentes da Secretaria Municipal de Trânsito, Transporte e Mobilidade (SMT), o veículo parou em local proibido, atrapalhando o trânsito. O carro não estava no nome do cantor e estava com documentos vencidos.(veja o vídeo aqui).

A Polícia Militar foi chamada até o local para realizar o teste do bafômetro com o cantor. Porém, ele não quis fazer o exame. O cantor foi levado para a Delegacia de Investigação de Crimes de Trânsito (Dict) e liberado após prestar depoimento,na delegacia, Felipe negou que tivesse dormido ao volante. Ele alegou que passou mal ao ir comprar pamonha,não cochilei não, isso é conversa fiada. Fui comprar uma pamonha perto da casa do meu pai, passei mal, parei o carro e, coincidentemente, tinha um carro da SMT logo atrás de mim. Eles me abordaram e viram que eu não tinha habilitação”, explicou eu não escolhi parar ali, eu senti um mal-estar e parei o carro porque eu me senti mal, disse, na época.

Fontes:G1

Nenhum comentário: