segunda-feira, 13 de maio de 2019

Crise na imprensa: TV Goiânia Band demite 13 funcionários e acaba com o Chumbo Grosso

Outros programas locais devem sair do ar na emissora que não nega a possibilidade de outras demissões.
A crise na mídia nacional é cada vez mais intensa. Veículos de comunicação estão sendo massacrados com a perda de audiência e de faturamento tanto público quanto privado. Em Goiás a situação é bem crítica. Os veículos mais tradicionais da mídia goiana sempre sobreviveram com a mídia oficial do governo do estado e das prefeituras. Mas, ultimamente o estado e as principais prefeituras tem deixado de anunciar  e o resultado é o caos em algumas empresas,o Grupo Jaime Câmara, maior complexo de comunicação do estado de Goiás, também sofre com a falta de mídia oficial e com a crise nacional que tanto afeta as empresas privadas.

Não são poucas as demissões em várias empresas do grupo. E a coisa deve piorar nos próximos anos. Em Goiás o governo anunciou que terá apenas R$ 25 milhões para investimento em mídia neste ano. Isso é um valor insignificante para o governo e principalmente para as empresas de comunicação do estado. A crise vai continuar e vai atingir muitas outras empresas em Goiás,a TV Goiânia Band, afiliada da TV Bandeirantes em Goiás, acabou com o programa Chumbo Grosso,no dia 09/05/19 foi ao ar a última edição do programa.

Foram demitidos além do apresentador Marcos Maracanã, o repórter Moreira Junior e mais onze profissionais, alguns que faziam parte da equipe da atração policial e também funcionários dos departamentos: Financeiro, Tecnologia da Informação, Recursos Humanos, Programação e Cinegrafia. Por causa das dificuldades financeiras da emissora mais programais locais devem deixar a grade nos próximos dias,os funcionários também reclamam que os salários estão atrasados, que foram cortados vale alimentação e que a empresa estaria deixando de recolher FGTS de alguns dos trabalhadores da afiliada da TV Bandeirantes em Goiás.

Fontes:Auvaro maia

Nenhum comentário: