quinta-feira, 21 de março de 2019

Após prisão de Temer, Ibovespa cai mais de 1% e dólar sobe

As prisões inflamam as tensões entre a classe política e as forças da Lava Jato e podem complicar o acerto das reformas
O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, ampliou a queda nesta quinta-feira (21) após a prisão do ex-presidente Michel Temer. Por volta do meio-dia, o índice caia cerca 1,5% e registrava 96 mil pontos,o ex-ministro de Minas e Energia do governo Temer, Moreira Franco, também foi preso. As prisões inflamam as tensões entre a classe política e as forças da Lava Jato e podem complicar o acerto das reformas. Na quarta-feira (20).

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, já havia feito críticas ao ministro da Justiça Sergio Moro.“Tudo isso em conjunto evidencia que teremos maior incerteza política, em um momento em que o presidente não está com sua capacidade de articulação plena”, diz o economista-chefe da corretora Necton, André Perfeito. 

Ao que tudo indica, outros nomes de peso podem ser presos ou pressionados em breve, o que deve mexer ainda mais com a Bolsa no câmbio, o dólar ampliou a alta após a notícia de prisão do ex-presidente Temer. Por volta das 11h, a moeda americana estava cotada em 3,7795 reais na venda. Em seguida, deu um salto até atingir a máxima de 3,8267 reais, às 11h49  nas casas de câmbio, o dólar turismo chegou a 3,99 reais na venda. E a recarga em cartões pré-pagos já cobra 4,18 reais pela moeda dos EUA.

Fontes:Exame

Nenhum comentário: