China fixará tarifas temporárias mais baixas de mais de 700 produtos

Com a medida, o governo chinês espera manter a economia em alta e elevar o comércio exterior
O governo da China pretende fixar tarifas temporárias reduzidas de mais de 700 itens de produtos a partir de 1º de janeiro de 2019. A confirmação foi transmitida por comunicado oficial do Ministério da Fazenda do país. Medida paralela define que 298 itens de produtos de tecnologia da informação terão as tarifas reduzidas a partir de 1º de julho de 2019,com a medida, o governo chinês espera manter a economia em alta e elevar o comércio exterior. Nos últimos meses, os embates com o governo norte-americano acenderam a luz de alerta em Pequim, advertindo sobre eventuais situações no futuro.

As tarifas temporárias de importação devem incidir sobre alguns medicamentos e importações de peles. Serão mantidas também em percentual baixo as tarifas relativas a equipamentos, motores de aeronaves e produtos de recursos naturais,bens importados da China de Hong Kong e Macau para a China continental terão tarifas zero sob pactos relevantes sobre o comércio de mercadorias.

As tarifas alfandegárias preferenciais com Bangladesh e Laos sob o Acordo de Comércio da Ásia-Pacífico serão ajustadas juntamente com uma redução nas alíquotas tarifárias da nação mais favorecida (NMF).Inicialmente, os países beneficiados pela medida são Nova Zelândia, Peru, Costa Rica, entre outros,de acordo com o comunicado, serão aplicadas tarifas convencionais a produtos de 23 países e regiões,o texto informa ainda que o governo chinês pretende apoiar a iniciativa do Cinturão e da Estrada e o desenvolvimento de áreas de livre comércio, acelerando a cooperação econômica e comercial.

Fontes:Exame



Nenhum comentário: