sábado, 15 de dezembro de 2018

A partir das 14h, João de Deus será considerado foragido, alerta delegado

Polícia já fez buscas em mais de 20 endereços ligados ao líder espiritual em Goiás
Caso João de Deus não se entregue até as 14 horas deste sábado, a Polícia Civil de Goiás passará a considerá-lo foragido da Justiça. A informação foi dada ao GLOBO às 21h40m desta sexta-feira pelo delegado geral da Polícia Civil de Goiás, André Fernandes,a partir das 14 horas de amanhã (sábado), caso ele não se entregue, vamos considerar que está havendo uma manobra da defesa. Continuamos atrás dele, inclusive com troca de turno de policias durante a madrugada,mais de 20 endereços ligados a João de Deus já foram alvo de buscas da Polícia Civil em Abadiânia, onde fica o centro espiritual comandado pelo médium, e em outras localidades no interior do estado. 

A prisão de João de Deus foi decretada pela Justiça na manhã desta sexta-feira,famoso pela realização de “cirurgias espirituais”, João Teixeira de Farias, o médium João de Deus, já atendeu celebridades, políticos e altos funcionários públicos do Brasil e do mundo. Agora, no entanto, ele é alvo de uma série de acusações de abuso sexual,o caso veio à tona com a revelação, entre sexta-feira (7) e sábado (8), de relatos de mulheres que acusam o médium de se aproveitar da autoridade de líder espiritual para abusar sexualmente delas. 

As histórias foram contadas na noite de sexta no programa “Conversa com Bial” e, no sábado, no jornal O GLOBO ,o advogado Alberto Toron, que integra a equipe de defesa do acusado, afirmou que o médium não se entregaria à polícia na noite desta sexta-feira, e não confirmou se isso ocorrerá neste sábado,á 18h30m desta sexta-feira, logo após a defesa do líder espiritual divulgar uma nota alegando que irá recorrer do pedido de prisão, Thales havia afirmado que o médium se entregaria à polícia independentemente do resultado do recurso,e preciso que o João se apresente, independente do resultado da liminar. 

Mas também temos que zelar pela integridade física dele,a Polícia Civil e o Ministério Público de Goiás devem se reunir neste sábado para decidir se declaram João de Deus um foragido da Justiça. A reportagem do GLOBO apurou que a polícia e o MP vão levar em consideração, no momento de tomar a decisão, “a disposição da defesa” de apresentar voluntariamente seu cliente.

Fontes:Agência O Globo

Nenhum comentário: