terça-feira, 30 de outubro de 2018

Canela diminui colesterol e previne doenças. Saiba como consumir

Obtida a partir da casca interna de várias espécies de árvores do gênero Cinnamomum, a canela traz em sua composição eugenol, safrol, felandreno, ácido cinâmico e taninos
Uma das especiarias mais antigas do mundo, a canela é obtida a partir da casca interna de várias espécies de árvores do gênero Cinnamomum. Ela aumenta o metabolismo e é um anticoagulante natural,encontrada em mercados, feiras livres, lojas de especiarias e produtos naturais, essa é uma especiaria que deveria fazer parte da sua alimentação.“A canela tem atividade antioxidante extremamente alta, diminui o colesterol, reduz níveis de açúcar no sangue e auxilia no tratamento da diabetes tipo 2. 

Além disso, ela ajuda a prevenir doenças cardíacas, cáries, problemas respiratórios e entre inúmeros benefícios também é um excelente tônico do cérebro, tônico digestivo e anticoagulante natural”, conta a Dra. Renata Domingues, médica especializada em Nutrologia, diretora responsável da Clínica Adah e vice-presidente da Associação Brasileira de Nutrologia Médica (Abranutro).Obtida a partir da casca interna de várias espécies de árvores do gênero Cinnamomum, a canela traz em sua composição eugenol, safrol, felandreno, ácido cinâmico e taninos. “Se bem usada, a canela não faz mal.

Mas como todo alimento termogênico, ela aumenta o metabolismo de forma geral e, consequentemente, também aumenta a produção de suco gástrico, sendo assim, deve ser evitada por quem sofre de úlcera, gastrite ou qualquer outro problema estomacal e também por quem tem problemas de coagulação sanguínea pois ‘afina o sangue’”, diz a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) não recomenda o uso de chá de canela durante a gravidez, assim como grande parte dos nutricionistas e obstetras. 

“Embora não exista um consenso de que a canela provoque aborto, ele normalmente é contraindicado na gravidez,há estudos que indicam uma relação direta entre chá de canela e aborto, mas faltam ainda evidências científicas suficientes que comprovem essa informação.”Por isso, a médica lembra sempre de seguir orientação com médico ou nutricionista, uma vez que o uso excessivo desse e de qualquer alimento pode trazer problemas.

“No caso da canela, o excesso pode causar intoxicação, irritação das mucosas, irritação do intestino, alteração dos batimentos cardíacos, úlceras e alergias”, afirma mas esses são casos extremos de alto consumo segundo a médica, algumas dicas para o consumo são: nos cereais, chás, com algumas frutas, bolos e por se tratar de uma especiaria muito saborosa pode ser utilizada até mesmo em alguns molhos.

Fontes:Notícias ao Minuto

Postar um comentário