Liderança de caminhoneiros: protesto só para quando isenção virar lei

A paralisação entrou no quarto dia com aumento de bloqueios pelo país
A Associação Brasileira dos Caminhoneiros afirmou, nesta quinta-feira (24), que só vai suspender a manifestação quando for publicada a isenção de impostos (PIS/Cofins e Cide) sobre o diesel no Diário Oficial da União. A paralisação entrou no quarto dia com aumento de bloqueios pelo país."As lideranças não acreditam mais nas promessas do governo", afirma o grupo. Às 14h desta tarde, José da Fonseca Lopes, presidente da Abcam, se encontra com o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha (MDB).

Acuados pela greve, o presidente Michel Temer (MDB), o Congresso e Petrobras buscaram nessa quarta-feira (23) alternativas para atender os grevistas e reduzir o preço do diesel.

Temer pressionou o comando da Petrobras e a estatal suspendeu provisoriamente sua política de reajustes: reduziu em 10% o preço do diesel, congelando-o por 15 dias. Nesta quinta, o presidente se reunirá novamente com ministros para discutir novas medidas,a câmara aprovou no fim da noite dessa quarta (23) em votação simbólica, uma versão desidratada da reoneração da folha de pagamento e zerou o PIS/Cofins sobre o diesel até o final do ano. O projeto ainda tem de ser analisado pelo Senado. 

Fontes:Folhapress

Nenhum comentário: