terça-feira, 24 de abril de 2018

Suspeito de chefiar laboratório para tráfico de drogas oferece R$ 100 mil para evitar prisão, diz polícia

Mulher dele e outro homem também foram detidos suspeitos de ligação com o crime. Caso aconteceu em Goiânia.
Um homem foi preso suspeito de comandar um laboratório para a produção de drogas no Jardim Petrópolis, em Goiânia. No momento em que foi abordado, ele chegou a oferecer R$ 100 mil aos policiais para que não fosse detido, informou a Polícia Civil. A esposa dele e um outro homem também foram presos suspeitos de envolvimento no crime.

A polícia chegou até o grupo na segunda-feira (23) após uma investigação que durou cerca de cinco meses. Com um mandado de busca e apreensão, os policiais foram até o endereço onde funcionava o laboratório e também na casa dos suspeitos.

“No laboratório encontramos uma grande quantidade e diversidade de drogas, o que mostra o poder deles. No momento, sem saber que a polícia já o investigava há muito tempo, o responsável pelo laboratório ofereceu R$ 100 mil como suborno a um agente para que não fosse preso”, explicou o delegado Eduardo Gomes.

No laboratório foram encontrados maconha, cocaína, crack, LSD e comprimidos de ecstasy. A esposa dele, que também estava no local, foi presa em flagrante por tráfico. Em outro endereço, a polícia localizou o terceiro suspeito. Na casa dele foram encontrados anabolizantes e cocaína. Ele também vai responder pelo mesmo crime.

Segundo as investigações, o casal era responsável pela preparação das drogas e o outro preso comprava os entorpecentes e revendia na Grande Goiânia. “A investigação ainda continua. Agora, queremos descobrir quem fornecia o material para a produção da droga e também quem comprava deles, onde ela era distribuída”, informou o delegado,os três foram levados para o Tribunal de Justiça, onde devem passar por audiência de custódia ainda nesta quarta-feira (25).

Fontes:G1

Postar um comentário