quarta-feira, 25 de abril de 2018

Banco Central da Argentina mantém taxa de juros em 27,25% ao ano

A recente aceleração da inflação é transitória e se deve a fortes aumentos dos preços regulados e à rápida depreciação do peso entre dezembro e fevereiro
O Banco Central da República Argentina (BCRA) manteve nesta terça-feira (24) a taxa básica de juros em 27,25% ao ano, ponderando que a recente aceleração da inflação é transitória e que se deve a fortes aumentos dos preços regulados e à rápida depreciação do peso entre dezembro e fevereiro."Na visão do BCRA, uma vez superados estes fatores transitórios, a inflação consolidará sua tendência de baixa", diz o comunicado. "As projeções da autoridade monetária indicam que a inflação descenderá em maio e se espera que esta tendência se intensifique nos meses subsequentes."

Para a instituição, quatro fatores embasam esta visão de queda da inflação: a política monetária é mais contrativa do que durante a maior parte do ano passado, as negociações salariais estão consistentes com a meta de inflação de 15%, o processo de ajuste de preços regulados se desacelerará fortemente depois de abril e não são esperadas depreciações significativas do peso,o BC argentino afirmou que, embora continue a intervir no mercado para estabilizar a cotação do peso, esta ação "é um complemento e não um substituto da política monetária". 

Fontes:Estadão Conteúdo

Postar um comentário