terça-feira, 6 de março de 2018

Morte de Chorão, do Charlie Brown Jr., completa 5 anos; relembre os maiores sucessos

O vocalista do Charlie Brown Jr. foi encontrado morto em um apartamento da zona oeste de São Paulo, no dia 6 de março de 2013
Há exatos 5 anos, nesse mesmo dia 6 de março, o rock nacional perdia um de seus maiores ídolos da geração dos anos 1990. Alexandre Magno Abrão, o Chorão, vocalista do Charlie Brown Jr., foi encontrado morto em um apartamento na zona oeste de São Paulo. Ele tinha 42 anos,a carreira do artista nascido em Santos começou no final dos anos 1980, ao conhecer o baixista Champignon. Com Renato Pelado, Thiago Castanho e Marcão, montaram o Charlie Brown Jr., que gravou seu primeiro álbum, Transpiração Contínua Prolongada.

O disco trouxe sucessos como O Coro Vai Comê, Proibida pra Mim e Tudo que Ela Gosta de Escutar. Dois anos depois, mais hits com o disco Preço Curto, Prazo Longo. A música Te Levar foi usada como abertura do seriado Malhação, da Rede Globo. O CD seguinte, Nadando Com os Tubarões, foi o último do grupo com a formação original. Eles registrariam mais oito álbuns.

Chorão também se envolveu em polêmicas. No ano de 2004, ele agrediu o vocalista Marcelo Camelo, do Los Hermanos, no aeroporto de Fortaleza. O motivo seria a declaração de Camelo que criticava a presença do Charlie Brown Jr. em um comercial da Coca-Cola.

Em 2005, Marcão, Pelado e Champignon saíram do grupo de maneira conturbada, ocasionando a volta de Castanho. Marcão retornaria ao grupo em 2011, assim como Champignon. Chorão e o baixista brigaram em um show em Apucarana, no Paraná, mas logo houve uma reconciliação. Champignon foi encontrado morto no dia 9 de setembro de 2013, poucos meses após a morte de Chorão,também fez o roteiro do filme O Magnata (2007), com o ator Paulo Vilhena no papel principal. Neste ano, estreou o musical Dias de Luta, Dias de Glória, que retrata a história de Chorão.

Fontes:Estadão Conteúdo

Postar um comentário