Mãe de jovem morta ao lado do marido após sair de festa fala sobre a morte da filha

Ao sair de uma festa, casal foi alvejado com 29 tiros dentro do carro, após sair de uma festa no Setor Amin Camargo. Eles não tinham passagem pela polícia
Mãe de Amanda Hoehn Corrello (21), morta a tiros com o marido Patrik Rabelo de Sousa (31) revela parte do sofrimento enfrentado por ela e familiares após os assassinatos ocorridos no sábado (13), quando o casal saía de uma festa,em entrevista à TV Anhanguera (Globo), Rose Hoehn afirmou que está muito abalada e não consegue compreender as razões que levaram à morte da filha. Nenhum deles tinha passagem pela polícia.

“Já perdi amigo, já perdi mãe, já perdi pessoas que eu amava muito, mas igual essa dor, não”. De acordo com ela, a Amanda tinha planos. “Ela queria procurar uma faculdade para estudar”,a mãe ainda comenta sobre comentários maldosos que tem sido deixados nas redes sociais de Amanda. “Ela não vai voltar, mas denegrir a imagem de uma pessoa sem conhecer ela dói muito também”.

Rose afirma temer que o caso seja apenas mais um na lista de crimes impunes. “Quero que seja esclarecido logo. Por justiça mesmo, porque a gente só vê impunidade. Tenho medo que se torne só mais um, mas vou lutar para que isso não aconteça”.

De acordo com informações da Polícia Civil, o crime será investigado na Delegacia de Homicídios. No entanto, o fato de o delegado responsável pela região estar de férias preocupa a família. A corporação revela, entretanto, que o caso não está parado,o casal foi morto com 29 tiros no Setor Amin Camargo, Região Sudeste da Capital. Segundo familiares, Amanda e Patrik tinham jantado em um restaurante e de lá foram a uma festa. O casal estava junto há três anos e não tinha inimizades.

De acordo com informações da Polícia Civil, antes do crime, imagens de câmeras de segurança mostram Amanda esperando pelo marido na calçada da casa onde participaram de uma festa,na sequência, um VW Saveiro, onde estariam os suspeitos, passa na rua lentamente, parando a poucos metros da residência. Patrik deixa a festa e, de mãos dadas com a jovem, atravessa a rua em direção ao carro, uma BMW branca. O carro com os suspeitos segue o veículo do casal, que foi encontrado morto a poucos metros do local. 

Fontes:G1

Nenhum comentário: