terça-feira, 30 de janeiro de 2018

Cris Cyborg diz que meta para 2018 é a adoção de uma filha

A lutadora quer cumprir uma promessa feita há sete anos
Talvez no auge da carreira, a campeã dos pesos penas do UFC, Cris Cyborg, traçou um plano diferente para o ano de 2018. Não, não se trata da possível superluta contra a também brasileira Amanda Nunes. A lutadora agora quer adotar uma criança e cumprir uma promessa feita há sete anos. A superstar do MMA contou sobre o desejo em entrevista ao site MMA Fighting.

"Vou para a Europa agora para participar de seminários, visitar hospitais, igrejas e projetos sociais. Depois disso, entrarei no processo para adotar a minha sobrinha. Muitas coisas abençoadas estão acontecendo", contou a campeã,a "sobrinha" em questão, que a lutadora não revelou se possui realmente o parentesco, é uma criança de 12 anos e tem sido preservada por Cyborg. Em meio ao processo, a lutadora sequer possui fotos com a menina a ser adotada, que recebeu a promessa da atleta há sete anos.

"É uma relação entre ela e eu, que fiz a promessa há sete anos. Nós temos uma relação de mãe e filha, sempre estamos juntos. Quando eu me mudei para lutar nos Estados Unidos, foi difícil para nós; então prometi que organizaria a minha vida e a traria para cá", contou.

Cyborg se tornou cidadã americana em dezembro de 2016 e quer acelerar o processo de adoção para levar a menina aos Estados Unidos. "Chegou o momento de cumprir a minha promessa", acrescentou Cyborg,enquanto organiza a vida fora do octógono, a brasileira mira uma possível superluta contra a compatriota Amanda Nunes, dona do cinturão do peso galo no Ultimate Fighting Championship. 

Fontes:Folhapress

Postar um comentário