Prefeitura de Aparecida de Goiânia inicia testes com novo modelo de lombada

Além de garantir mais segurança, novo quebra-molas promete ter maior durabilidade e menor custo aos cofres públicos
A Prefeitura de Aparecida de Goiânia acaba de instalar nas redondezas de uma unidade educacional um novo tipo de lombada que promete ter maior durabilidade e menor custo aos cofres públicos, além de garantir mais segurança no perímetro das escolas do município. O projeto está sendo testado no Jardim Dom Bosco e foi implantado em conjunto pelas secretarias de Infraestrutura (Seinfra) e de Mobilidade e Defesa Social.

Kleyner Gonçalves de Mello, diretor de Engenharia de Tráfego da Prefeitura, explica que a lombada segue todas as especificações técnicas do Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN) e que a inovação está no fato de juntar dois equipamentos urbanos de Segurança de Tráfego: a lombada e a faixa de pedestres. “Além de reduzir e controlar a velocidade da via, a faixa elevada de pedestres proporciona mais segurança e acessibilidade aos pedestres, contribuindo para a Mobilidade Urbana de nossa cidade” – pontua,o prefeito Gustavo Mendanha acompanhou o processo de construção do quebra-molas que aconteceu durante a última edição do programa Aparecida em Ação, que foi realizado na região. “Toda iniciativa no sentido de proporcionar maior segurança e conforto ao cidadão será sempre bem vinda. E se isso vier acompanhado de maior economia ao cidadão, melhor ainda” – avalia o prefeito.

A Lombada Inteligente é um projeto proposto pelo vereador Edson Carvalho de Souza Filho, o Edinho (PSDC), que realizou uma adaptação de projetos já realizados em outros municípios. “A utilização do concreto usinado em virtude do chamado ‘pré-misturado a frio’ (PMF) promete uma implantação mais rápida e também 47% mais barata. Além de tudo pode ser instalado por trabalhadores normais da construção civil”,  garantiu o vereador durante demonstração do projeto ao prefeito.

Para o engenheiro Odoncleber Martin Ramos Filho, diretor de Máquinas Pesadas da Seinfra, responsável pela construção do novo modelo de lombadas, sob o ponto de vista da engenharia ainda será necessário monitoramento por alguns meses para que se faça uma avaliação mais precisa de sua durabilidade, bem como da periodicidade de possíveis manutenções. “Com isso poderemos determinar precisamente as reais vantagens deste novo modelo em comparação com o método convencional de implantação de lombadas” – explica.

Valorização à vida

A lombada é um dos principais equipamentos públicos de segurança no trânsito utilizados na redução da velocidade dos veículos. No Brasil e em Aparecida de Goiânia se utiliza o mesmo sistema de quebra-molas inglês, desenvolvido pela Transport and Road Research Laboratory (TRRL), que é regulamentado pela resolução 567/80 do CONTRAN. A resolução que regulamenta o implantação de lombadas no Brasil é bastante rigorosa em relação aos locais permitidos, exigindo entre os requisitos que a via seja local ou secundária, de preferência próxima a escolas, que tenha declividade inferior a 4,5%, ausência de curvas ou interferências visuais que impossibilitem visibilidade, volume de tráfego inferior ou próximo a 600 veículos por hora, que não seja itinerário de veículos comerciais e que não seja estadual ou federal.

Fontes:Mais Goiás

Nenhum comentário: