Igreja evangélica abolirá termos masculinos ao falar sobre Deus

Arcebispa Antje Jackelén explica que a decisão foi tomada, essencialmente, pelo fato de Deus não ser humano
Uma igreja evangélica da Suécia dará "fluidez de gênero" a Deus. A Luterana Nacional anunciou, na noite desta quinta-feira (23), que não adotará mais termos que indiquem gênero masculino ao se referir ao Criador. Portanto, palavras como Ele, Senhor não serão usadas em pregações ou sermões.

Líder da igreja onde mais de seis milhões de suecos foram batizados, a arcebispa Antje Jackelén explica que a decisão foi tomada, essencialmente, pelo fato de Deus não ser humano. "Teologicamente, sabemos que Deus, está além de nossas determinações de gênero. Deus não é humano”, justificou.

A mudança não é arbitrária. Ele foi discutia durante encontro de uma semana da Igreja Evangélica Luterana Nacional. Os principais pastores e arcebispos debateram ainda como os serviços religiosos serão oferecidos, em termos de linguagem, hinos e liturgia. A partir do Pentecostes de 2018, celebração cristã marcada para 20 de maio, o termo adotado nos templos da linha religiosa será Deus (God, do inglês).

Fontes:G1

Nenhum comentário: