domingo, 5 de fevereiro de 2017

Zona rural de GO tem coelha parindo 19, bezerras trigêmeas e ovo gigante

Casos inusitados aconteceram em três fazendas do interior do estado. 
Filhotes de vacas mamam mamadeira e 'superovo' pesa o triplo do comum.
Nem só de grandes criações de gado e plantações vive a produção rural de Goiás. O setor também guarda situações inusitadas e bastantes curiosas, onde os animais são protagonistas. Tem de tudo: vaca parindo bezerras trigêmeas, galinha botando um "superovo" e uma coelha que deu à luz uma ninhada com nada menos que 19 filhotes.

De Nova Aurora, na região sudeste de Goiás, a vaca Cabrita chamou atenção em meio a outras 600 cabeças de gado criadas em uma propriedade da região. O animal, da raça Nelore, pariu três bezerras de uma só vez.

Mesmo originadas de uma inseminação artificial, o caso considerado incomum. "Normalmente, uma vaca pare um bezerro, até dois às vezes acontece. Agora três bezerros é bem mais raro, acontece, mas é bem raro mesmo”, explica o veterinário Fabrício Bueno Ferreira.
Cabrita recebeu o sêmen de um touro da raça europeia Red Angus e pariu de forma natural. Com três filhotes, o pessoal da fazenda teve que dar uma "mãozinha" para as bezerras. Para matar a fome das trigêmeas, além do leite da mãe, um funcionário da fazenda também precisa reforçar a alimentação com mamadeiras.

São três doses de leite por dia. "É na faixa de três litros cada mamadeira A vaca não dá conta. É muito trem para uma coisa só", brinca o funcionário Clarindo José de Oliveira.

Já em Bela Vista de Goiás, na Região Metropolitana de Goiânia, uma coelha surpreendeu os donos da fazenda, onde há uma criação dos bichos. Em apenas uma ninhada, ela deu à luz a nada menos de 19 filhotes.

Segundo o produtor rural Murilo Bergamelli, a jovem coelha é uma das dez matrizes da propriedade. Ele explica que, em geral, cada uma pari, no máximo 12 coelhinhos.

Há cerca de 15 dias, a dona de casa Maria Glória de Souza encontrou um ovo gigante no galinheiro que fica no quintal da residência dela, em Catalão, no sudeste de Goiás. Ele pesava 175 gramas, o triplo de um comum. Ao quebrá-lo, ela achou um ovo intacto dentro, com o tamanho normal.
Apenas alguns dias depois, numa coincidência mais do que curiosa, a situação voltou a ocorrer. Detalhe para a informação da dona de casa que o novo "superovo" foi botado pela mesma galinha.
O ovo mais recente pesava um pouco menos - 162 gramas -, mas também tinha outro ovo de tamanho normal dentro dele.

Apesar da surpresa, o veterinário José Willian Tartuci já havia informado que não se tratava de um caso raro. “Antes de sair da cloaca, ele encontra com outro ovo que está em formação. Ai acaba entrando um dentro do outro, virando um ovo duplo”, explica.

Fontes:G1

Postar um comentário